Informações do mercado – Energia

Aqui você encontrará informações sobre a matriz energética brasileira, relatórios de mercado, incluindo informações sobre geração e consumo, assim como links para associações setoriais e instituições relevantes para o setor.

© iStock.com/mediaphotos

No Brasil, a maior parte da energia elétrica, 60,38%, provém de hidrelétricas. No entanto, fontes alternativas de energia como o vento, a biomassa e recurso hídrico de pequeno porte estão cada vez mais presentes.

De acordo com o Relatório Anual "Climatescope" do Bloomberg New Energy Finance (BNEF), o Brasil ocupa o 4º lugar entre os países emergentes com maior crescimento no uso de energia renovável.

Assim, o tema da Eficiência Energética torna-se cada vez mais importante.

Informações detalhadas e estatísticas sobre o setor elétrico brasileiro, incluindo geração, consumo, matriz energética, etc., podem ser encontrados no Relatório de Mercado da Autoridade Nacional de Planejamento Energético (EPE), publicado anualmente.

Relatório Síntese do Balanço Energético Nacional

O relatório da Empresa de Pesquisa Energética (EPE) fornece uma visão geral do uso e escopo de diferentes fontes de energia, da demanda das famílias e da indústria, além da expansão da rede elétrica.

Seiten: 62 Seiten | Dateigröße: 2,5 MB

Download

Instituições públicas do setor elétrico brasileiro

Ministério de Minas e Energia (MME)

O MME aplica a política energética, que é determinada pelo Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) e pelo gabinete presidencial. O CNPE tem o encargo de aconselhar a presidência na formulação das políticas energéticas.

Empresa de Pesquisa Energética (EPE)

A EPE é um órgão subordinado ao MME, que tem sede no Rio de Janeiro e apoia-o no planejamento energético. Ela contabiliza a necessidade energética prevista com intervalos de 10 e 20 anos, respectivamente, além da necessidade de ampliação da provisão energética através de novas fontes de energia. Nos seus relatórios anuais, são fornecidos detalhes a respeito da composição da produção energética e do consumo de eletricidade no Brasil.

Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL)

O órgão de regulamentação energética ANEEL é responsável pelo estabelecimento e monitoramento de diretrizes regulatórias, como as do meio ambiente e as de licenças para o acesso à rede energética, além de determinação das tarifas regulamentadas no setor elétrico.

Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE)

A CCEE é subordinada à ANEEL e responsável pela liquidação do comércio energético no mercado brasileiro e conduz, por exemplo, os leilões de contratos de fornecimento energético.

Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS)

O ONS é também subordinado à ANEEL e responsável pelo acesso livre dos geradores ao Sistema Nacional de Energia (SIN), segurança de fornecimento e gestão de injeção de energia na rede.